Quarta, 19 Junho 2019 04:08

Irmão Isaac Majoor diretor da cervejaria La Trappe de Koningshoeven

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

Atualmente tenho 67 anos, entrei no Mosteiro em 1996, aos 43 anos. Sou um sacerdote consagrado, diretor da cervejaria La Trappe de Koningshoeven, um paramédico, administrador do Mosteiro e cuido dos prédios da propriedade. Sou de uma família católica com 12 filhos e em 2019 não é comum encontrar essas grandes famílias na Holanda. Quando era jovem, trabalhei com cuidados de saúde infantil. Já tive diferentes posições durante a minha carreira, incluindo chefe de um centro de câncer. Além disso, já trabalhei no auxilio ao desenvolvimento em dois países africanos: Mali e Camarões.

Estilo de vida monástica

Minha paixão como monge é procurar uma forma de melhorar a criação de Deus. Devido à nossa convicção interior, os monges tratam o que Deus nos deu com grande cuidado: as pessoas e o meio ambiente. Por isso, dedico muito tempo e energia em projetos de sustentabilidade. As gerações futuras têm o direito de receber um mundo mais bonito e saudável. Recue e veja o que acontece – não é uma opção. É por isso que na Koningshoeven investimos muito em energia alternativa. Nossos carros são elétricos, 43% da eletricidade que precisamos se origina de nossos próprios painéis solares e recentemente nós começamos uma planta circular de purificação de água. Nós monges também temos sonhos: o meu é que até 2024 sejamos autossustentáveis de toda energia elétrica que consumimos, tanto para o Mosteiro quanto para a cervejaria.

África

Minha segunda paixão é a África. Uma de nossas filhas Monasteries é sediada em Uganda. Atualmente estamos estabelecendo um novo Mosteiro e, entretanto, também realizamos atividades para aumentar o bem-estar da população local. Por exemplo, estamos construindo um novo hospital para garantir que todas as mães e recém-nascidos recebam os melhores cuidados. As escolas primárias (educação a crianças entre os cinco e os 12 anos de idade) nas aldeias foram redecoradas com o nosso apoio e outro sonho é abrir uma escola com ensino médio.

Produto Autêntico Trapista

Minha paixão pela cerveja. Eu sou a pessoa que gosta de contar a história sobre uma tradição artesanal: produzir cerveja em um mosteiro sem um objetivo comercial. Em 1884, a qualidade da água potável era muito ruim. Era mais seguro beber cerveja do que água. Hoje em dia, a cerveja faz parte do nosso estilo de vida monástico. Nossa base era e ainda continua sendo uma austeridade monástica: produtos honestos, comércio justo e também informando as pessoas sobre os riscos do consumo de álcool. Há alguns anos eu inventei o termo “beber meditativo” (‘meditative drinking’). As nossas cervejas são únicas, autênticas e recomendadas para serem desfrutadas no momento de descanso após um dia cansativo de trabalho. E se você tiver sorte, poderá sentir a presença do Espírito Santo durante esta meditação.

Fonte: http://www.homemcerveja.com.br

Ler 59 vezes

Somos a
ACervA Petrópolis.
Uma associação que reúne pessoas que compartilham de um mesmo interesse: a cerveja de qualidade.
E para apoiar-nos, nada melhor do que reunir algumas das melhores cervejarias,  fornecedores de insumos, e serviços aos cervejeiros!
Visite-os! Prestigie nossos apoiadores!